10/07/2019 às 11h54min - Atualizada em 10/07/2019 às 11h54min

Batalhão Ambiental vai intensificar ações contra garimpagem

DIÁRIO DA AMAZÔNIA

Batalhão Ambiental vai intensificar ações contra garimpagem

Após receber várias denúncias, o Batalhão de Polícia Ambiental de Porto Velho vai intensificar as ações para combater a extração..

Por rondoniagora
A-A+

Publicado:  08/07/2019 às  16h58min

Após receber várias denúncias, o Batalhão e Polícia Ambiental de Porto Velho vai intensificar as ações para combater a extração ilegal de ouro do Rio Madeira. Nas margens do rio, ainda na área urbana da cidade, é possível avistar várias dragas ancoradas que, segundo relatos de moradores, voltaram a atuar debaixo da ponte no período noturno. Somente este ano, a Polícia apreendeu 12 dragas.

De acordo com o major Washington Soares, todas as denúncias de extração ilegal de minério no rio estão sendo apuradas para que em breve seja feito uma operação em parceria com o Exército e Marinha. “Nós vamos intensificar nossas ações para coibir esse tipo de crime e retirar essas dragas que estuando principalmente debaixo da ponte do Rio Madeira. Em caso de flagrante, proprietários de dragas e funcionários são presos e encaminhados para a Polícia Federal”, disse o major.

Em 2018, a Polícia Ambiental atuou firme na apreensão de dragas no Rio Madeira principalmente embaixo da ponte. Em uma ação realizada no dia 21 de dezembro, por exemplo, três proprietários foram presos em flagrante após serem flagrados cometendo o crime e tiveram seus maquinários apreendidos.

Um levantamento feito pela Polícia Ambiental, constatou que a extração ilegal aumenta durante o período de seca. “Essa época do ano é mais vantajosa a extração nessa região. Nós intensificamos as fiscalizações nesse momento em que eles estão mais concentrados no rio”, enfatizou o major Washington Soares.

Segundo a Polícia, a multa para quem for flagrado cometendo o crime de instalação de empreendimento potencialmente poluidor varia de R$ 500 a R$ 10 milhões dependendo de cada situação. As denúncias podem ser feitas através do 190 da Polícia Militar

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »